segunda-feira, 8 de junho de 2009

Arraiá do Servidô - Cobertura


O Arraiá do Servidô, realizado no último dia 5 (sexta-feira) pelo SINDSEP, foi um sucesso. Várias barracas estavam presentes e a culinária foi extremamente variada.

Cerca de 5.000 pessoas dançaram animadas ao som da banda Balalaica que tocou os maiores sucessos juninos e do autêntico forró Pé-de-Serra, Xote e Baião.

A criançada brincou a valer nos brinquedos alugados pelo sindicato. O que sem dúvida é um atrativo a mais para os servidores irem à festa.

A quadrilha Triscou Queimou mostrou porque é a atual campeã Centro-Oeste. Ajudou consideravelmente na animação da festa.

Assim o sindicato cumpriu seu dever de investir na cultura e ao mesmo tempo renovou os ânimos da categoria na busca pelo atendimento das suas reivindicações.

Abraços a todos;
Carlos Henrique.

44 comentários:

Mariana Queiroz disse...

Pooootz! Anunciar a festa não foi suficiente não??? kkkkk
Velho, fazer cobertura de Arraiá é foda!!! Essas festas só servem pra gente comer milho e tomar quentão, brother! Certeza que ninguém quer ler sobre isso no dia seguinte!!! kkkkk

Leandro Baptista disse...

Putz, aí é brincadeira, o blog se chama Na Rota do Rock e neguin posta cobertura de arraiá ?? Deveria ter o blog "Na Rota da Roça" pra isso ... o pior é que além de postar essa bobagem, ainda coloca propaganda de sindicato !!! Se continuar assim, nunca mais entro nesse blog !!

André disse...

sempre gostei da cobertura do site dos eventos e tal, mas porra cobrir arraial é sacanagem, se fosse arraial com show grande seria uma coisa, mas arraial do sindjus achei palhaçada hein, agora vai ter cobertura de todos os arraiais da cidade?

Hannah Islanne disse...

Nossa tbm não curti isso ai não em!
O NRDR tem mt potencial e sempre publica coisas excelentes,não isso ai!
To sempre aqui acompanhando td e espero que aqui não comece a me decepcionar,pq esse tipo de matéria não tem nada a ver!Já acho demais fazer propaganda de algo que seja diferente do q é proposto aqui,qt mais fazer a cobertura!

Hannah Islanne disse...

Ai você vê no post anterior uma matéria exclusiva,sensacional do ensaio da Plebe,coisa bem vip em primeira mão e no outro a cobertura de um Arraial?
Ta parei.

Bruna K Marques disse...

Esse blog não é mais só de rock? Agora cobre festa junina tb? Fiquei surpresa ao ler a cobertura do arraiá. O que aconteceu? Acabou o rock em Brasília? Assim vai cabar virando mais um site de festinhas... aí não pode!

Pedro Henrique disse...

Aproveitando que o povo aqui em cima reclamou,farei minha reclamação também!Essa postagem aí está mais pra um blog pessoal!
Ou um na rota da roça mesmo como citou o amigo acima!Logo quando vemos que esse site aqui está crescendo e ganhando o respeito devido!Isso pode até prejudicar o site!

Cristiano Porfirio disse...

Boa tarde galera!

O Carlos é um cara que adora a vida e divulgar todos os seus projetos, acho que vcs pegaram duro com ele em função disso. Ele é um apaixonado por cultura no geral.

Mas não posso deixar de concordar com a opinião de vcs que esse post não tem nada haver com o que costumamos publicar sobre a alcunha de cobertura. Esta deveria ser usada em eventos especiais e não em eventos "costumeiros"! Afinal, como disseram aí em cima, festa junina é um evento normal, ainda mais sem shows para justificar.

E como eu disse, entendam o Carlão, o cabra é gente boa, a paixão fez com que ele quisesse compartilhar a experiência dele como produtor.

Abraços a todos!

Tabelinha e Abobrinha disse...

Affffffffffff, vamos pular a fogueira!!!

Ismael Machado disse...

Paixão por paixão faça um site pra divulgar tudo o que esses sindicatos promovem ai!Na Rota Do Rock é Rock e cultura que valha,que tenha relação!
Pra mim não é nada válido esse tipo de cobertura!
Abraço

Oseias disse...

Nossa eu achava que já tinha visto de tudo, mas cobertura de arraial , hahaha você se superou !! ficou famoso como a materia mais ridicula da semana pelo wtitter , alou, vai arrumar noticia descente meu filhooo , ou senão , vai da o cú pra num gasta o meu !! eu de vc teria vergonha de escrever e cubrir essa porcaria , alias , se você soubesse como fazer uma cobertura agradavel pra quem vê e lê , seria outra historia , mas nem isso soubeee , meus pesames pra quem te contratou !!!!

Sandney C. disse...

Eu achei que fosse um site sobre rock! A nao ser que tenha sido um arraial from hell ! Tipo, nada a ver mesmo, e olha que não fui só eu quem não gostei ! NRDR, vamos selecionar melhor as postagens né ? Grato !

Daniel Bastos disse...

Perdão, mas também achei inapropriado, além do enaltecimento exacerbado de sindicato, por aqui.

Utilize o site do SINDISEP para promover o SINDISEP, Carlos.

Carlos Henrique disse...

Respeito é bom e eu gosto!!!
Li tudo o que foi dito e jamis poderia ficar calado diante de tanta má educação.
Primeiro lugar, leiam o cabeçalho do blog. Se lerem, talvez entenderão o porque das matérias.
Segundo, desculpem. Mas não entendo como cultura, apenas o rock. O rock é apenas uma das centenas de formas de expressão cultural, artística etc... . Só no ramo da música, são dezenas. Se alguém aqui acha que só rock é cultura, tem que se reciclar. Abrir horizontes sabe? Sob pena de ficar igual aqueles cavalos que puxam carroças. Com uma venda tapando os lados e só vendo o que está ali na frente e com a visão limitada. Posso bater no peito com orgulho e dizer que sempre fugi deste tipo de visão limitada. Que graças a Deus é apenas uma minoria que tem. Que ao que parece, é o caso de vocês. Querem um conselho de amigo? Abram a mete. Abram os horizontes. Cultura e arte é muito mais do que o rock. O rock é apenas, como eu disse, uma das centenas de forma de expressão de ambas. E talvez não seja nem sequer a mais importante, visto que existem outras muito mais antigas (o rock é da década de 50). Eu para falar a verdade, acho até que não existe uma mais importante. Todas são iguais. Tem o mesmo peso. A mesma importância.
Reconheço que todo mundo tem o direito de gostar ou de não gostar de Festa Junina, de Forró etc.. . Vocês tem o direito inclusive de colocar a divergência de vocês pelo fato de eu ter feito a cobertura. De colocar a postagem anunciando a festa e tal. Mas daí a faltar o respeito, não. Sou colaborador aqui há uns 4 meses mais ou menos, e durante este tempo, diversas vezes vi postagens e comentários onde o que foi dito eu não concordo. E em algumas dessas oportunidades, eu inclusive me posicionei. Coloquei a minha opinião. Mas jamais faltei o respeito com alguém. Talvez alguns digam: Ah eu apenas coloquei a minha opinião. Mas há formas e formas de assim o fazê-lo. E sinceramente, a forma que a maioria utilizou para tal, com excessão apenas do Daniel e do Cristiano, foi desrespeitosa. E se eu sempre respeitei a todos e a todas, então exijo o mesmo. RESPEITO.

Carlos Henrique disse...

Respeito II

Durante esse tempo que aqui estou como colaborador, eu tenho sido um dos mais atuantes. Escrevi alguns artigos e fiz diversas postagens. Basta ver a quantidade no lado direito da página (ao todo já são 36 em apenas 4 meses). Sabem porque? Porque gosto de cultura como um todo. Porque gosto do NRDR. Porque tenho respeito por este blog. Às vezes deixo algo para fazer depois, para postar no NRDR. E acho que tenho contribuído sobremaneira com este blog com a divulgação de eventos interessantes (nem todos organizados por mim) e também com artigos onde abordo problemas sociais e políticos da nossa sociedade, do nosso país. Aliás, acho um absurdo uma simples postagem de um evento junino dar tanto pano para manga e no entanto um artigo (como esses que escrevo e outros também já escreveram) não dar tanto polêmica assim. Se alguém aqui acha que criticar a cobertura de uma festa junina é mais importante do que discutir os problemas sociais existentes em nosso planeta e no nosso país, eu particularmente discordo. Não penso assim. Talvez muitos aqui não gostem de política. É um direito que todos nós temos. Afinal de contas, é como eu disse: Todo mundo tem o direito de gostar ou não do que quiser. Inclusive de política. Mas queiramos ou não, gostemos dela ou não, a política é o reje a nossa vida. O preço da balada, dos shows e eventos culturais como um todo, são regidos pela política. Lembram de Bertold Brecht no Analfabeto Político?
Sou um produtor cultural e não trabalho só com rock (e graças a Deus porque senão seria limitado igual a vocês.)

Carlos Henrique disse...

Para informação de alguns, gosto de rock, ouço e tudo. Mas se comparado ao forró, este segundo é muito mais ligado à cultura brasileira do que o primeiro. O forró é um ritmo genuinamente brasileiro, enquanto o rock nasceu nos EUA.
Quanto ao que vc escreveu, Leandro Batista, esta bobagem a qual vc se referiu, as Festas Juninas, são a mais imporante manifestação cultural brasileira. Acho que vc deveria gostar. Tenho diversos amigos que são roqueiros e que gostam de festa junina. Agora senão gosta, pelo menos respeite cultura do seu país. Se eu estivesse aqui falando de uma banda de rock internacional, que não tem nada haver como o nosso país, vc não falaria isto. E se por acaso não quiser ler mais sobre o que escrevo, por favor, esteja a vontade. Porque isto em nada vai atrapalhar o meu trabalho.
Quanto ao Oséias,velho não te conheço e depois do que li não quero nem te conhecer. Mas se não te conheço não te fiz mal algum, certo? OU vc considera mal a vc apenas postar e escrever um cobertura? Esqueça se vc acha que vou partir para o linguejar baixo que vc tem. Não vou me rebaixar ao seu nível. Só te digo uma coisa. Posso até não escrever bem (isso foi vc que disse) tudo bem. Mas o dia que vc fôr capaz de realizar as atividades as quais eu realizo, como debates, festas juninas (as duas últimas com 5.000 pessoas) e três shows com 7.000 peasoas, entre outras atividades que eu realizo, isso sem falar no nível do seu linguajar que precisa ser melhorado, aí eu vou debater com vc. E estou falando isso, não é para me gabar não. Quem me conhece, sabe que isso não é do meu feitio. Mas só porque vc duvidou da qualidade do meu trabalho e da minha capacidade.

Quanto a propaganda de sindicato, quero apenas dizer o seguinte: Isto é o que? Preconceito com sindicatos? E se é isso, porque preconceito com sindicato? Ao que eu saiba, este blog trata de cultura (não apenas rock) inclusive de cinema, teatro televisão... , e se um sindicato, seja ele qual fôr está organizando uma atividade cultural, porque este blog não pode divulgar? Cara, sindicato não é só greve, salário, ticket, condições de trabalho, não. Sindicato também pode e deve trabalhar na área cultural. Porque podemos divulgar uma determinada atividade cultural realizada por uma empresa, ou qualquer outra instituição, e não podemos divulgar uma atividade realizada por um sindicato? Me dêem apenas um motivo. E os que trabalham na área cultural, temos mesmo é que apoiar e ajudar na divulgação. O teatro dos bancários, para quem não sabe, é dos Sindicato dos Bancários, tanto que fica dentro da sede do sindicato. E vmaos falar que não é louvável o trablho que o sindicato dos bancários tem feito na área cultural? Mas eu sei porque foi falado isto. Simplesmente porque era de um evento que não era rock. Era musical mas não era rock. Se fosse rock, não haveria a reclamação de estar falando de sindicato. Tanto é verdade, que o Cristiano fala direto dos eventos culturais do SINDJUS e também já falou do SINDLEGIS e ninguém reclamou. Porque eram shows de rock. Só isso.

Carlos Henrique disse...

Daniel Bastos e Cristiano, obrigado pela forma respeitosa pela qual vcs colocaram a opinião de vcs. O Cristiano inclusive, até fez parcialmente uma defesa. Obrigado mesmo. Quero inclusive relembrar ou informar aos colegas, que a primeira postagem feita de festa junina do SINDSEP aqui, ainda em 2007, foi o Cristiano que fez. Voltou a fazer em 2008. Eram postagens divulgando o evento. Isso porque na época eu ainda não era um dos colaboradores.
Enfim, não tenho problemas com a divergência. Cada um é cada um, com suas idéias, atitudes etc.... . Se querem divergir de mim o façam à vontade. Mas com respeito, assim como eu sempre coloca a minha opinião. Com respeito. A divergência eu tolero. O que eu não tolero é a falta de respeito. Fui de Movimento Estudantil e hoje sou do sindical. Sou um pouco calejado e como são duas escolas da vida, aprendi muito. E uma das coisas que aprendi durante todo esse tempo, foi a respeitar a opinião do próximo. Assim como gostamos que respeitem a nossa. E que o debate, a divergência é natural da vida e está em todos os cantos que nós vamos. Até dentro da nossa própria casa. E volto a dizer, com respeito. Estou, portanto, acostumado ao debate. Se não fujo de debates envolvendo temas e atitudes muito mais importantes, porque vou fugir de um debate envolvendo uma postagem? Não fujo e não tenho medo. Quem quiser debater sobre este assunto ainda, pode vir que a gente vai para o debate numa boa.
Quero apenas terminar por aqui pedindo desculpas pela resposta em capítulos. Mas é que a quantidade de caracteres era demasiada para o Blogger. E como eu não poderia deixar de responder da forma como respondi, tiver que fazer desta forma.

Carlos Henrique.

Carlos Henrique. disse...

Quero só esclarecer que eu não estava lá para cobrir o evento. eu era o organizador do mesmo. Como eu disse na primeira mensagem, abram a mente. Cultura não é algo no singular. É no plural. É algo amplo que não abrange só o rock. Queiram ou não, é assim.

Carlos Henrique.

Hannah Islanne disse...

Certo,td bem q Forró seja cultura,mas uma cultura que na minha opinião passa longe do rock e esse site é principalmente sobre rock,senão se chamaria Na Rota do Rock e Cultura em geral!
Acho ótimo que rolem coisas culturais aqui,mas convenhamos que é esperado ao menos que tenha relação com o rock!
Não vejo onde te desrrespeitei,aliás não vi ninguem fazer isso além do Oséias!
Mas enfim,não acho mesmo que seja apropriado uma cobertura desse tipo aqui!Acho que fugiu a linha total!A galera q acompanha,q lê o site,espera encontrar matérias boas de shows de rock,ou de cultura relacionada e é de se esperar que não aprovem mesmo essa postagem!
E eu gostaria muito q essa galera que veio reclamar pq não gostou,viesse comentar sobre os posts q veem e gostam!Mas infelizmente as pessoas são assim!
O NRDR é de tds,mas principalmente de quem acompanha isso sempre,esses tem direito de cobrar o que se posta aqui!Eu me sinto no direito de dizer que não gostei,não é a primeira vez,as vezes prefiro nem comentar!Que é chato é!
E eu gostaria de vir aqui e não ver mais isso e sim ver coisas do tipo do post anterior a esse e do seguinte!
Não falo e não tenho nada contra sua pessoa,pois nem lhe conheço,mas falo mesmo em relação ao post!
Parabéns pela sua constância em postar,mas espero mesmo um conteúdo melhor nas próximas =)

Hannah Islanne disse...

E sim,tenho a mente bem aberta,apesar de ser viciada em certo tipo de música ou banda,eu sempre procuro conhecer coisas novas e sinceramente nada fora do rock me agrada relacionado a música,no máximo um MPB com boa letra!Não gostar das mesmas coisas que você gosta não significa que a outra pessoa tenha a mente fechada!Não nasci ouvindo rock,conheci com o tempo,comecei a entender as mensagens e só depois foi que realmente passei a dizer que não troco o rock por nenhum outro estilo musical!E foi por isso que conheci o Cristiano e por isso que vim parar aqui e não gostaria mesmo que esse tipo de coisa desviasse ou fugisse totalmente ao objetivo principal!

Carlos Henrique. disse...

Hannah, quanto ao fato de vc não ver onde me desrespeitou, lhe digo apenas aquilo que coloquei como título em uma das minhas postagens:Pimenta nos Olhos dos Outros é Refresco. Aliás, se fosse só vc que tivesse me desrespeitado, tava bom.
Quanto ao direito de cobrar, isso ninguém discute. O que eu discuti e discuto é a forma. Desrepeito não aceito.
Quanto a seu direito de divergir, é outro que eu não discuto. Esse seu segundo comentário, inclusive está bem mais apropriado do que o primeiro no que diz respeito exatamente sobre a forma.
Quanto à questão do melhor conteúdo, bem isso é subjetivo. Tem pessoas que escrevem para este blog que gostam e inclusive tem uma que já foi na festa junina do SINDSEP. Não vou citar o nome porque não sei se estou autorizado.
Quanto ao que vc falou de que infelizmente as pessoas muitas vezes não comentarem nas postagens que elas gostam, infelizmente tenho que concordar.

Carlos Henrique.

Carlos Henrique. disse...

No que diz respeito ao fato de gostar só de rock, olha, eu acho um lance um tanto quanto reducionista do ponto de vista cultural. Eu ouço de tudo. Rock, samba, forró (não esses da moda, Calcinha Preta e tal) mas os originais, tais como Xote, Pé-de-Serra, ouço também MPB, enfim um pouco de tudo. E samba só de raiz. Aprendi muito sendo assim. Aprendi que música boa, não tem ritmo. Por isso acho um tanto reducionista. Mas tudo bem, se quer gostar só de rock, goste só de rock. Mas respeite o gosto dos outros, os outros ritmos, porque tudo é cultura. Entende? E esse respeito, acho que faltou por parte de quase todos.

Carlos Henrique.

Hannah Islanne disse...

Enfim ._.
Ultima coisa,pra mim não importa se alguem daqui vai pra Forró ou o que for,só não acho legal comentar sobre, num site de Rock!Quem quer q seja q tenha ido,q tenha comentado q ja tenha postado,não é legal!

Carlos Henrique. disse...

Hanna:
Quanto ao seu desejo de que o blog não fugisse o objetivo principal, apesar de eu ser um pouco mais eclético do que boa parte ou a maioria dos leitores deste blog, quero lhe dizer que sempre que quero postar algo mais pinta alguma dúvida se devo ou não postar, ligo para o Cristiano e pergunto o que ele acha, porque ele é o criador do blog. Quando escrevo no meu blog, não preciso disso porque lá sou eu quem decido. Mas aqui é o Cristiano. Quando ele fala que pode, eu posto. Quando não, não posto e respeito a decisão dele. O que aconteceu neste caso, é que ele autoriza a postagem da divulgação da festa junina. Então achei que tava tudo bem quanto a cobertura. Só isso. Depois em conversa com ele, o mesmo me disse que neste caso a divulgação tudo bem, mas a cobertura de um evento junino já é mais complicado. Por isso ele até concordou que não tinha haver, mas falou que a galera tinha pego pesado comigo. O que concordo de pronto.

Carlos Henrique.

Hannah Islanne disse...

Então,existem outros sites que falam sobre os outros estilos musicais!Nesses eu não apareço pra comentar nem acompanhar pq simplesmente não gosto!Se querem ouvir outra cosia,ouçam,mas que não postem num site de rock!
E se ouço so rock,foi por ter já escutado mts outras coisas e não gostado,não é o rítmo,é a mensagem,estilo de vida,ideologia.
Mas ok.

Carlos Henrique. disse...

Lembro inclusive, que em outras postagens que fiz, vc elogiou. O que agradeço. Mas escrevi tudo isso porque o desrespeito da galera (excessão apenas do Cristiano e Daniel)realmente me deixou com raiva.Mas agora que vc está escrevendo de uma outra forma, no que diz respeito a vc, tá tudo bem.

Carlos Henrique.

Hannah Islanne disse...

Sim,sempre que posso comento em posts q gosto,seja la quem tenha escrito!Se eu achar bom,comento sim e até divulgo!

Carlos Henrique. disse...

Mas Hanna, deixa eu te falar. De tudo vc aproveita um pouco. Lamentavelmente, hoje tá difícil mesmo de achar algo que preste na música. Até o próprio rock caiu muito de nível. Tudo depende da seleção musical que vc faz. Por exemplo, esses pagodizinhos de hj eu não gosto. Assim também comos esses forrozinhos que tem hoje em dia. Eu gosto de ambos os estilos, mas os de raiz, entende?

Carlos Henrique. disse...

Para vc ver o respeito e o carinho que tenho pelo NRDR. Quase sempre posto aqui primeiro para só depois fazer a mesma no meu blog. Eu conheço o Cristiano há 25 anos, e o tenho como um irmão. Talvez seja por isso que gosto tanto do NRDR. Claro que a qualidade em termos de conteúdo do mesmo, também ajuda.

Carlos Henrique. disse...

A mensagem acima é para a Hanna.

Daniel Farinha disse...

Bem... vou pitacar tb, apesar da minha distância...

Acho que o Carlos tem o direito de divulgar o que ele acha interessante, até mesmo show do NXZERO... cada um com seus pobremas... heheheheh...

O texto é sobre cultura, conforme está no cabeçalho (nossa... tinha tempo que eu não escrevia cabeçalho...) do site, maaaaaaaaaaaasssss não acho que o "público-alvo" esteja sendo atingido aqui no site. Também não acho o espaço adequado para defesa dos ideais do sindicato. Divulgação é uma coisa, propaganda sindical é outra. Conforme os trechos "A criançada brincou a valer nos brinquedos alugados pelo sindicato. O que sem dúvida é um atrativo a mais para os servidores irem à festa." e "Assim o sindicato cumpriu seu dever de investir na cultura e ao mesmo tempo renovou os ânimos da categoria na busca pelo atendimento das suas reivindicações.", observa-se, com todo o respeito, que está mais para o jornal do bancáriosdf do que para um texto NRDR. E isso eu falo pq já fui bancário.

Reforço que não estou desprezando o trabalho cultural de qualquer sindicato, repito apenas que não creio que seja o espaço ideal.

Satisfações,

Daniel Farinha, que além de flamenguista, é fã de Fábio Jr.

Carlos Henrique. disse...

Daniel;

Repito à vc as palavras que encaminhei ao teu chará. Ou seja, agradeço pelo respeito onde através do qual vc colocou a sua discordância. E quero dizer mais. talvez a forma pela qual foi escrito o texto, não tenha sido a mais adequada para o blog. Mas quero discordar no seguinte sentido. Não se trata, de forma alguma de utilizar o blog como veículo de atingemento dos ideais do sindicato. Se trata apenas de divulgar as atividades sindicais. O que não é a primeira vez que acontece aqui. E olha que nem todas as postagens que falavam de atividades culturais de sindicatos fui eu que postei. E volto a dizer, não acho que por ser um sindicato, temos que não divulgar. Se um sindicato está realizando uma atividade cultural de qualidade e dentro dos patrões definidos aqui, porque não? Muitas vezes divulgamos atividades culturais promovidas pelo governo que muitas vezes só faz prejudicar a população e nós trabalhadores, porque não divulgar quando é um sindicato? Por exemplo, o CCBB é do governo, ou não é o Banco do Brasil um banco governamental? O SESC mesmo que vc até postou um evento que ele está organizando, assim como o SESI e o SENAI, são entidades da Burguesia, do patronato, que desde que este país existem o comando e que tem interesses totalmente contrários aos trabalhadores como eu e vc. São capitalistas. Sei que talvez para alguns este meu papo possa ser estranho e político demais. Mas é exatamente isso que acontece. Basta ver quem são dos donos destes verdadeiros impéiros. Os empresários e industriais. A eleite financieira da sociedade brasileira. Entretanto, não sou contra mesmo assim que se divulgue atividades culturais realizadas pelos mesmos. Até porque é obrigação do governo, investir em cultura. Mas mais uma vez pergunto: Se não somos contra em tais situações, como ser contra divulgar, quando é de um sindicato a atividade cultural. Pode até não ser o seu caso, Daniel, até porque vc gosta de Fábio Jr. e eu também. Mas é o caso de 99,9% das pessoas que bateram nesta tecla. Se no aniversário do SINDSEP no ano que vem, a gente trouxer o Capital Inicial, eu posso fazer um texto inteiro só enaltecendo o sindicato que ninguém vai reclamar. Isso pra mim tá muito claro. Volto a dizer, porque ninguém reclamou quando foi o Sindjus, o Sindlegis etc... .Tanto é verdade, que vc colocou trechos do texto que eu escrevi e disse que não deveria ter colocado principalmente estes trechos. Porque teve alguém que disse: "neste blog tem propaganda demais de sindicatos" numa declaração clara de que na opinião desta pessoa, não tem que divulgar atividade cultural de sindicato aqui. Mas volto a dizer, porque ele não disse isso no caso dos sindicatos sitados anteriormente? Porque era evento de rock. Só por isso. Pode não ser no seu caso, mas era no dele. E nos dos outros também.
Além do mais amigo Daniel, eu sou um sindicalista, não acho que isso seja demérito para minguém, pelo contrário, acho que é uma atividade nobre. Porque o trabalho sindical é antes de tudo um trabalho de ajuda aos semelhantes. Porque quando vc trás conquistas trabalhistas para sua categoria, vc está ajudando pessoas. Se vocês soubessem os perrengues que a gnete passa, valorizariam mais a nossa atividade. Não sei ao certo se houve algum tipo de preconceito para com sindicatos e ou/sindicalistas. Mas por via das dúvidas, resolvi escrever isto. E além de sindicalista, sou produtor cultural porque sou diretor de cultura aqui do sindicato.
E quero dizer também que se fôr tomada a decisão de não se postar atividades culturais do SINDSEP, mesmo que não sejam os arraiás da vida aqui, então o mesmo vale para os SINDJUS, SINDLEGIS e Sinpros da vida que aliás estou sempre postando também as atividades culturais deste último. (e não sou da diretoria).

Abraços a todos;
Carlos Henrique.

Leandro Baptista disse...

Meu camarada, pára de choramingar e tenha respeito com os outros, em momento algum alguém lhe deu a alcunha de "cavalo" ou coisas do gênero, e a questão aqui não é se só o ROCK é cultura ou não e sim o nome do blog e o contexto em que ele está inserido. Que o ROCK é cultura, assim como o FORRÓ, ARRAIÁ e outras manifestações populares, ninguém tem dúvida, como eu disse, crie o blog NA ROTA DA ROÇA, aí sim, você vai estar postando coisas contundentes e de acordo com as seus "ideais". Agora se entro em um blog, que se intitula NA ROTA DO ROCK a última coisa que quero ver é post sobre festa junina de sindicato e auto-promoção do organizador. Nada contra sua pessoa, aliás, nem o conheço, mas admita e entenda a reclamação das pessoas que acessam esse blog diariamente, isso se chama liberdade de expressão, você pode escolher gostar do que quiser, assim como nós ... e outra, preste atenção nas palavras que utiliza, pois, elas pode se voltar contra você, NHÔ CARLOS.

Cristiano Porfirio disse...

Bem, eu pensei que só iria ficar só como observador nessa discussão, já havia feito minha parte que é defender o Carlos pelo tratamento nada cordial imputado ao rapaz, e demonstrar que não concordei com o post, mas cada vez que leio os comentários, volta a tona desconfiança e o destrato em relação as minhas postagens, dizendo que ninguém reclama porque é rock. Digo o seguinte, na festa do SINDJUS eu citei o referido organizador ao final da matéria com um “Aliás, parabéns SINDJUS pelos seus 19 anos.” Nada demais. No show do Lulu Santos, ano passado, organizado pelo SINDILEGIS eu fui mais contundente, elogiei os fogos, estrutura, os painéis que recriavam a história e as atrações. Me senti a vontade de fazer esses elogios porque fui muito bem recebido pela equipe deles. Além de curtir um super show do Lulu. Isso se chama gratidão. Lembrando, aquele era um evento com uma estrutura dentro de um padrão adequado para as postagens que os leitores, acredito eu, querem ler dentro do NRDR.

Tento dar aos meus posts uma visão fidedigna do que aconteceu, publicando a cobertura de eventos que considero valer a pena aos nossos leitores. Não acho que eles ficam calados, ou deixam de falar mal porque são minhas postagens. Se for, por favor, podem se manifestar. Esse espaço é de vocês!

Todo grupo corporativo, governamental, sindical e etc, dentro de uma sopa de letrinhas como SESI, SENAI, SINDSEP, SINDJUS e blá, blá quando organiza um evento quer visibilidade, isso é claro! Se for pensar assim, não posso mais divulgar evento de produtores, porque os caras visam lucro, tudo vai para o bolso deles. Isso se chama hipocrisia, todo mundo quer lucrar com alguma coisa. Esse é uma máxima seja de capitalistas, socialistas ou centro esquerda. Ninguém quer sair perdendo, é fato! As desconfianças em cima do SINDSEP vieram à tona, porque as pessoas não conhecem o Carlos como eu conheço. Para quem não conhece, realmente, parece sim um post escrito para propaganda gratuita. Mas não é. Só que não aceito meus posts virarem moeda de troca para justificar atos. É hora de cada um assumir seus erros e tocarmos o nosso barco, como diria os Titãs: “Dos cegos do castelo me despeço e vou”.

Um abraço,

Cristiano Porfírio

Carlos Henrique. disse...

Senhor Leandro Batista;

Por favor, não cobre respeito se vc não dá respeito. Eu cobrei e cobro tão coisa, porque esse tempo todo o que eu mais fiz foi respeitar. Não gostei e pronto da forma como vc escreveu. Outros colocaram a sua discordância, nem por isso respondi da forma como respondi a tua colocação e outras. Porque? Porque a colocaram com respeito. Vc não pode confundir liberdade de expressão com falta de respeito. O que com certeza foi o que aconteceu.
Sobre a postagem do festejo junino se ele se encontra ou não na linha editorial do blog, já comentei a respeito até na conversa que tive com a Hanna através deste comentário. Não cabe aqui ficar repetindo.
Quanto a prestar atenção nas palavras, eu acho que vc deveria antes de falar isso para mim, falar isso para vc, porque quem começou foram as pessoas que enviaram comentários.Eu apenas reagi a algo que considerei e considero desrespeitoso.

Carlos Henrique. disse...

Sobre o que o Cristiano falou, a gente já até conversou pelo telefone (eu e ele) e ficou tudo esclarecido. Mas de qualquer forma, acho legal que fique claro para os demais.
Sou plenamente favorável à divulgação de atividades culturais independentemente de quem seja o organizador. Inclusive os capitalistas atrávés dos SEScs, SESIS e SENAC's e etc... da vida.Quanto mais de sindicatos que trabalham pelo bem da sociedade, do trabalhador etc... Eu só acho que houve um certo preconceito por parte de alguns em relação aos festejos juninos. Quem não gosta tudo bem, mas dizer que é porcaria e tal é complicado. Na realidade eu fiz uma defesa de que este blog, como qualquer outro, divulgue sim atividades culturais de sindicatos. E foi exatamente o que o NRDR vinha fazendo. As atividades culturais do SINDJUS, SINDLEGIS, CUT demais, tinham que tiveram sua divulgação e sua postagem deveriam sim ser divulgadas. Na realidade foi isso que eu disse o tempo todo. É que teve uma pessoa que disse que a gente estava falando demais de sindicato. Como se o blog não pudesse de forma nennhuma postar algo de sindicato. E e não penso assim. Umas das principais funções de um sindicato, além de brigar pelas conquistas trabalhistas, é formar, conscientizar e politizar as pessoas. E aliás uma das formas de se buscar isso é através da cultura. Eu disse, em uma postagem minha (uma das primeiras) que a cultura é um elemento conscientizador de um povo. Então, os sindicatos tem sim este papel e este blog o faz bem em divulgar estes eventos e suas coberturas.
E quanto à gratidão, vc Cristiano, tem mais é que ter mesmo.

Carlos Henrique. disse...

Cristiano;

Ter gratidão é nobre. Copntinue assim.

Tiba 4P disse...

Olá pessoas!

Bem, vamos lá, acho que foi uma tempestade num copo d'água, o blog é de cultura e não de rock, apesar do nome!

Já postei aqui sobre rap várias vezes, por achar que era pertinente, sobre literatura, cinema, teatro e afins.

Quem não gostou do texto, é um direito, era só postar dizendo que não gostou, algumas foram duras, outras contundentes, tem um monte de texto aqui que nem leio, sobre séries eu pulo todas, quando eu gosto leio, acho que devemos seguir adiante.

Quem não gostou tem o direito/dever de se colocar e quem escreveu rever o que é exagero e o que é pertinente.

Carlão abraços!

"Sou meu próprio carcereiro e a chave minha conduta..." (GOG)

Tiba4P

Carlos Henrique. disse...

Obrigado Tibério.

É isso mesmo. Na minha postagem, não ofendi ninguém, não ataquei ninguém e não usei de palavrões. Se parti para o ataque nos comentários, é porque fui desrespeitado. Volto a dizer, quem não gosta de festa junina, respeito, apesar de lamentar. Quem não gosta de outros estilos. Respeito também. Apesar de achar que não é o ideal. Mas enfim, respeito. Agora, não considerar os festejos juninos e outros estilos musicais como cultura, o que com certeza está como pano de fundo em muitas declarações, é com certeza um equívoco.
Se não é isso, então vejamos alguns termos utilizados:

"O pior é que além de postar esta bobagem"

Outro utilizou o termo "palhaçada" (como se aqui tivesse palhaço, porque quem faz palhaçada é o que?)

"Na Rota do Rock é cultura que valha" (como se Festa Junina não fosse cultura ou como se fosse cultura inútil)

"vai dar o c. para não gastar o meu" (o c. é para obviamente não repetir o que foi dito no comentário que estou citando)

Pergunto: será que isso não é faltar o respeito? Se não fôr, então eu não sei mais o que é faltar com o mesmo.
E ainda teve uma determinada pessoa que ainda disse que eu é que faltei o respeito com quem comentou sobre a postagem. Respondi de forma firme sim e como eu disse, parti para o ataque. Mas porque fui atacado e desrespeitado. Como exigir respeito, se os comentários citados não foram respeitosos?
Só o que eu fiz foi responder a altura do que foi falado.
Se não acharam a postagem apropriada, tudo bem, a gente discute. Mas com educação.
Também concordo que foi feita uma tempestade em um copo d'água.

Abraços Tibério e obrigado pelo apoio.

Carlos Henrique.

Anônimo disse...

Na rota do rock ou na rota da roça?????????????????????

André disse...

para o Carlos.
primeiro: palhaço nao é só akele do circo, somso todos nós os cidadaos q sofremos descaso com esse governo,(de um jeito ou de outro, somos palhaços e sofremos com as palhaçadas) mas noa vim falar de politica.
segundo:Agora se vc se sentiu ofendido por eu falar q cobrir arraial era palhaçada, me desculpa nao era essa a intençao, so achei errado a cobertura de um arrail, se fosse so a divulgaçao de boa.
terceiro:acho q todos q comentaram,nao quiseram te ofender,e sim criticar o post,acho q as suas respostas foram erradas, vc levou mais pro lado pessoal da coisa.se vc se sentiu ofendido com tudo, melhore, escreva uma coisa melhor do q essa pra calar a boca do pessoal, pq os mesmos q te criticaram vao te elogiar.

André disse...

CONTINUANDO APERTEI PUBLICAR SEM QUERER.
pq os mesmos q te criticaram vao te elogiar um dia. eu mesmo tenho uma banda, qdo falam mal da minha banda ou de alguem da banda q nao toca nada e tal, procuramos sempre melhorar p conquistar akela pessoa trazer ela pro nosso lado.
acho q vc noa soube lidar com as criticas.
ninguem vai agradar a todos, vc nao será o primeiro.

Carlos Henrique. disse...

André:

Algumas coisas que vc falei eu já tratei nos comentários acima.
Quanto a essa questão de levar as críticas para o lado pessoal, até pelo trabalho que realizo há 18 nos Movimentos Sociais, já me acostumei com críticas e elogios. Algumas críticas eu até nem respondo.Por não achar nem dignas disso. Outras, eu evidentemente respondo. E achei que essas eu deveria responder.
Mais uma coisa que vc falou, achei extremamente importante, porque é algo que eu particularmente já tenho como combustível para continuar o meu trabalho e se possível trabalhar ainda mais. Que é exatamente esse negócio de transformar as críticas em motivação para trabalhar. Faço isso lá no sindicato e vou fazer aqui. Pode ter certeza que vou continuar trabalhando aqui no blog e procurando melhorar mais e mais.
"Entre mortos e ferido, entre gritos e gemidos..." como diziam os Engenheiros do Hawaii, de tudo se tira um aprendizado. Eu tirei os meus e espero que cada um tenha tirado os seus.

Carlos Henrique.

Anônimo disse...

É lamentável que algumas pessoas percam tempo reclamado desta postagem,pois penso que quando eu não me interesso por determinado assunto eu nem leio.
OBS: leiam o que está escrito no início do blog ''Aqui é a sua rota, não privilegiamos só a música, mas também o cinema, a televisão o teatro ,ou seja,a cultura e afins, só precisa ter atitude!
Não é um site só de serviço, e sim um veículo como opinião, além de insanidades que achamos interessantes para você leitor.
Essa é a sua rota, seja ela do rock ,da atitude e de toda a diversão."
CULTURA E AFINS-FESTA JUNINA NÃO É UMA EXPRESSÃO CULTURAL? ENTÃO TENHA ATITUDE E ESTUDE PARA NÃO FICAR COM MENTE LIMITADA E PARA APRENDER CRITICAR.
LEIA APENAS O QUE TE INTERESSA
ABRAÇOS

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru