segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Tragédia Anunciada

2010 mal começou e já começou com uma grande tragédia que se abateu sobre nós brasileiros. As dezenas de mortos em decorrência dos deslizamentos de terra no sudeste do país, marcam negativamente o início do ano do povo tupiniquim.
Mas não podemos dizer que tal situação é uma novidade. Embora nem todo ano seja tão grave, os deslizamentos são muito comuns neste período. Só para relembrar, no ano passado o problema ocorreu em Santa Catarina.
Não se pode dizer que são acontecimentos naturais. Mera fatalidade. São, isto sim, provocados pela ação humana. Frutos da ocupação irregular e desordenada dos centros urbanos.
Geologicamente falando, as áreas atingidas por desmoronamento, não são apropriadas para nenhum tipo de moradia. Inlclui-se aí, hotelaria.
Porque então, se permite essas ocupações? Basicamente, por dois motivos: No caso do Distrito Federal e de vários outros locais, o voto. Falei aqui há poucos dias, da política (ou falta de ) do ex-governador Roriz. Muitos governos, permitem ocupações irregulares, de olho nos votos dos eleitores. Buscam também, apoiar grileiros. E na hora da eleição, ter o apoio destes, inclusive com dinheiro.
Em outros caso, como é o de Angra, fica claro que a especulação imobiliária e todo o dinheiro que o turismo trás para o município, fala mais alto. Não se exclui aí também, a possibilidade de apoio financeiro no momento eleitoral.
Embora seja verdade que o turismo gera dinheiro para a cidade, podemos verificar que o dinheiro, o voto, ficam acima das perdas de vidas humanas que tais irresponsabilidades podem acarretar.
Uma das prováveis soluções é o financimento público de campanha. Porque toda campanha, custa dinheiro. Havendo o financimento público, através de impostos e tal, não haveria a necessidade dos candidatos e partidos buscarem na iniciativa privada o apoio financeiro. Porque não se iludam. Empresário que ajuda em campanha de candidato, seja ele micro, médio ou grande, nunca ajuda sem esperar de volta alguma coisa. Não ajudam pensando no coletivo. Não ajudam porque esse candidato ou tal partido é o melhor. Ajudam pensando em si. E depois vão cobrar. E a forma deles de cobrar, normalmente trás malefícios para a sociedade, como superfaturamento, fraude em licitações, desvio de verbas que nada mais são do que dinheiro público, ou seja, nosso. Este é o início de toda e qualquer corrupção.
É preciso que o Poder Público se faça mais presente. Que não seja corruptível e que faça valer as leis. Só assim será possível evitar que tragédias que soterram, casas, móveis, vidas. Não adianta só lamentar. Não adianta só governos colocarem esperanças de um feliz 2010 para todos, se as providências cabíveis não forem tomadas. E sendo assim, continuaremos a assistir, pessoalmente ou pela tv, tragédias de igual ou de maior dimensão do que estas.

Abraços a todos;
Carlos Henrique.

2 comentários:

Márcio disse...

Parabéns Carlos, os posts deste blog definitivamente conseguem manter o bom nível.
Eu acrescentaria apenas que a punição aos que corrompem e aos que são corrompidos, seria uma das ferramentas mais eficazes para reduzir este tipo de prática, "pagar para ter".
E com certeza o financiamento público funcionaria muito bem.
Um grande abraço!
Obs: Alguma novidade sobre shows de rock de verdade acontecendo na cidade?

Carlos Henrique. disse...

Márcio;

Obrigado mais uma vez pelo elogio.
Quanto à sua pergunta, vou ao show do Biquini no Nilson Nelson. Penso que é o melhor do final de semana.

abração;
Carlos Henrique.

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru