sábado, 9 de janeiro de 2010

Contatos do 4º Grau. Gostaria de ser abduzido?

fourth_kind_trailer

Milla Jovovich:No final, se deve ou não acreditar, você decide.

A competência principal para filmes do gênero de horror, ficção ou suspense é criar elementos que mantenham a história crível e o telespectador com uma pulga atrás da orelha. O filme Contatos do 4º Grau, dirigido por Olatunde Osunsanmi e estrelado pela bela Milla Jovovich narra “possíveis” abduções por extraterrestres na cidade de Nome no Alasca nos últimos 40 anos.

the-fourth-kind-movie-poster Seres do espaço fazem parte do subconsciente de várias pessoas ao redor do globo, gerando questionamentos sobre sua existência, e em caso positivo se seriam dóceis ou hostis? Graças a tantas perguntas, Hollywood se aproveita destas para despejar nos cinemas produções sobre o tema, que quase sempre vão bem nas bilheterias, por exemplo o clássico E.T. - O Extraterrestre de Steven Spielberg para o caso dos aliens “good guys” ou Independence Day de Roland Emmerich para o caso dos “bad guys”, ambos grandes sucessos.

Olatunde ao escrever o roteiro que gira em torno da psicóloga Ashley Tyler (Milla Jovovich), transtornada pela morte do marido, somando-se isso as sessões “nervosas” de seus pacientes que mostram-se cada vez mais amedrontados e angustiados, alinhavou de forma interessante uma história que tem a pretensão de se confundir com a realidade, angustiando a platéia até o clímax que trata do confronto com os alienígenas.

A edição é um dos trunfos de Contatos do 4º Grau, em que as histórias contadas como a verdade e filmadas com câmeras convencionais, são exibidas simultaneamente ao lado das elaboradas tomadas com os atores que “estariam” reconstituindo os acontecimentos. É uma ótima jogada que prende ainda mais a atenção do espectador.

As confusões em que Ashley Tyler (Milla Jovovich) se “mete”, envolvem diretamente o amigo “incrédulo” de profissão Abel Campos, vivido por Elias Koteas e o Xerife “terrivelmente mais incrédulo ainda” August interpretado por Will Patton. Aqui, Milla Jovovich diferente de outras produções não “chuta bundas” e sim, tem que tomar cuidado para que não chutem a sua.

Não sei se é porque eu não esperava muita coisa da pelicula, então o resultado me agradou demais, não podemos negar que em alguns casos, a expectativa é uma merda e acaba com a diversão. Se você quer fugir da bruxa Xuxa, da dupla Avatar e Avamar e do Sherlock para leitores do século XXI, Contatos do 4º Grau possa lhe agradar em cheio como alternativa.

Uma ressalva: achei que o título forçando a barra para remeter diretamente a outro clássico xenomorfo, o excelente Contatos Imediatos de 3º Grau, de Steven Spielberg, possa imputar à produção um fardo que não possa ser sustentado.

Na rota e com apenas alguns buracos, merece nota 6,8. #ficaadica =)

3 comentários:

Carlos Henrique. disse...

Eu gostei muito do filme. Outro ponto também a ser abordado, é que o filme é baseado em fatos reais. Inclusive as imagens que são colocadas na tela ao lado da imagens gravadas do filme, em câmara amadora da qual fala o Cristiano, são imagens originais das sessões de hipnose gravadas pela verdadeira Ashley Tyler (a psicológa). A gravação da suposta voz do et sequestrador, também.
Eu particularmente acredito neste tipo de fenômeno. Como acreditar que em um universo tão grande, só a terra possuir o privilégio de abrigar vida e vida inteligente? Estima-se que no mundo inteiro, 11 milhões de pessoas já tenham tido algum tipo de contato com este fenômeno, seja em 1º, 2º, 3º ou 4º grau. É muita gente para estar enganada.

Abraços a todos;
Carlos Henrique.

Karen B. disse...

Tbm acredito muito nisso! Quero muito assistir à esse filme, parece realmente interessante (e intrigante).

Jacke disse...

meu eu assisti o filme hoje nem tinha ouvido fala dele mais olha é cenas fortissimas q faz vc pula da cadeira kkkkkk mais é muito interessante o filme

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru