sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Set List - Capital Inicial

Vamos imaginar que me deram o poder de fazer o Set List do show do Capital Inicial que vai ser gravado em Brasília. Esse show que estamos fazendo o manifesto e tals.

É... sei que é impossível. Mas é só uma brincadeira sadia. Tipo malhar do choro dos botafoguenses.

Vou montar o Set List de acordo com o meu gosto e de acordo com o que eu classificaria como um show perfeito. Logo, não vai ter "à sua maneira", que é uma versão de uma música argentina, eu acho, mas que a versão do Paralamas é muito melhor.

Vamos a show...

Início igual ao do show gravado no Ao Vivo de 1996. Sombrio preparando para os acordes iniciais de Fátima. Destaque para a farinhada final que Fê Lemos faz junto com riffs estrondosos. Na guitarra pode ser o Yves, mas se o Loro Jones quiser tocar ele já está escalado.

Emendando, para não perder o ritmo, Estranha e Linda do Atrás dos Olhos, de 1999. É uma música contagiante e mescla junto com Fátima, as duas fases boas de Dinho no Capital.

Para começar a falar de amor, Eletricidade, do álbum homônimo de 1991. No meio da música, Dinho canta algumas estrofes de 2001, música do álbum Todos os Lados, de 1989, composta por Rita Lee e Tom Zé e que tocada pelo Capital, é um bom e velho exemplo de Rock and Roll.

Seguindo o amor, toca Kamikaze, também do Eletricidade e Tudo Mal, do 1º álbum da banda de 1986 (aquela música da tatuagem).

Após uma breve respiração e troca da guitarra, chegamos ao segmento Política do show. Quatro sem tirar (ui): Psicopata, Mickey Mouse em Moscou, Autoridades e Projetos Engavetados. Projetos Engavetados é do álbum Rua 47, o único de estúdio gravado com Murilo Lima, que, por isso, é convidado ao palco para cantar junto com Dinho. Autoridades é uma música que, mesmo lançada em 1987, parece que foi composta ontem. É o retrato do Brasil incompetente atemporal.

Pra galera recuperar, três clássicos para todos cantarem juntos: Descendo o Rio Nilo, do compacto de 1985, Prova e Vem bater no meu tambor, ambas do álbum Independência de 1987. CRÁSSICOS.

Voltamos para uma fase mais recente e leve, tocando a introspectiva Religião, do Atrás dos Olhos, Não olhe pra trás, de 2004, uma canção bem rimada do álbum Gigante, e o hit Eu nunca disse adeus, carro chefe do álbum de mesmo nome lançado em 2007.

Na reta final, os clássicos 80: Todos os lados, de 1989, Ficção Científica (a versão do álbum Você não precisa entender, de 1988, porque a versão do álbum Aborto Elétrico é desnecessária) e Independência, de 1987. Obrigatórias em qualquer Set List sério do Capital.

E, pra fechar como se fosse o Rolling Stones tocando Satisfaction e Gimme Shelter, Veranei Vascaína e Música Urbana. Versões fortes, com guitarra no volume máximo e voz indignada de Dinho.

Após histeria total, no bis, a versão elétrica de Passageiro, do álbum Eletricidade, a contundente 1999, do Atrás dos Olhos, novamente, Música Urbana.

1. Fátima
2. Estranha e Linda
3. Eletricidade/2001
4. Kamizake
5. Tudo Mal
6. Psicopata
7. Mickey Mouse em Moscou
8. Autoridades
9. Projetos Engavetados
10. Descendo o Rio Nilo
11. Prova
12. Vem bater no meu tambor
13. Religião
14. Não olhe pra trás
15. Eu nunca disse adeus
16. Todos os lados
17. Ficção Científica
18. Independência
19. Veraneio Vascaína
20. Música Urbana

BIS
21. Passageiro
22. 1999
23. Música Urbana

E aí?? Esquecia algo?? Ficou bom?? Pra mim, seria perfeito.

Passo a vez agora pro Cristiano Castor Troy, que está incumbudo de fazer o Set List do Biquini Cavadão!

PS: É proibido, durante o show, falar as seguintes palavras: moçada e caralho. Cumpra-se.

3 comentários:

Tiba 4P disse...

Fã é sempre um ser insatisfeito, sendo assim, peço que insira "Hotel Jan Jenet" (sic), do álbum Atrás dos Olhos, Jibóias Bar, Podres Poderes, Helicópteros no Céu, 220 Wolts, Natasha...

belusio disse...

parei de ler no "É... sei que é impossível. Mas é só uma brincadeira sadia. Tipo malhar do choro dos botafoguenses."


tsc tsc tsc

Prikinha disse...

Com certeza tem que ter Hotel Jean Genet!! Pediria tb 21, Belos e Malditos e chamaria o Philippe Seabra para cantar Até Quando Esperar.

Ah, claro, tem que ter a participação do Kiko tb em Primeiros Erros.

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru