quarta-feira, 26 de agosto de 2009

BACK2BLACK em Brasília

flyer

O projeto Back2Black desembarca pela primeira vez em Brasília, trazendo nomes de grandes líderes e pensadores mundiais para um debate pelas causas humanitárias, promovendo o encontro sócio-cultural entre África e Brasil. Esse grandioso evento acontecerá nos dias 28 a 30 de agosto, no Museu Nacional da República. Curiosamente, será realizado simultaneamente na cidade do Rio de Janeiro.

Durante os três dias o público poderá conferir, gratuitamente, uma mostra de filmes com temática africana, manifestações artísticas da cultura afro, conferências, vídeo instalações de filmes projetadas na cúpula do museu, shows com o cantor senegalês Youssou N’Dour, Cidade Negra, Ellen Oléria e Djalma Corrêa,  além da transmissão via satélite da principal conferência com Graça Machel - esposa de Nelson Mandela - e Gilberto Gil.

Para os painéis de debate foram escaladas personalidades de várias gerações, como o escritor e pintor sul-africano Breyten Breytenbach, um dos nomes mais fortes de resistência ao apartheid nos anos 1960, também estará presente.

O Festival Back2Black traz, ainda a economista zambiana Dambisa Moyo, autora do recém-lançado livro “Dead Aid”, no qual defende a polêmica tese de que a ajuda internacional piora a vida dos africanos. Completam a lista o cineasta sul-africano vencedor do Oscar Gavin Hood (pelo filme Tootsi), o escritor angolano José Eduardo Agualusa - curador das conferências do evento.

Os brasileiros Gilberto Gil, Alberto da Costa e Silva, Kátia Lund e MV Bill também participam em transmissão ao vivo diretamente da Estação Leopoldina no Rio de Janeiro.

O Festival pretende estimular a discussão e a reflexão a partir de temas que abrangem desde a atual situação no continente até o futuro da África, passando pelo desenvolvimento político-social a partir das artes. Estarão presentes também autoridades locais, líderes internacionais e entidades ligadas ao movimento afro de Brasília.

Todo o evento será documentado e dará origem, no fim do ano, ao Back2Black Manifesto, um conjunto que compreende livro, exposição e um documentário cinematográfico. Parte desse material será destinada a escolas de ensino médio e fundamental em todo o país. Jornalistas brasileiros e estrangeiros serão co-autores das conclusões a serem publicadas no Back2Black Manifesto.

Nesses três dias, o festival se propõe, sobretudo, a ser um ponto de encontro da política com a cultura; da consciência social com a música; da dança com o cinema; da literatura com o consumo; da tradição histórica com o pensamento contemporâneo; do homem consigo mesmo. Daí a característica única e ao mesmo tempo abrangente do evento.

Mais informações no site oficial. Clique aqui (inclusive sobre os palestrantes)

Programação do evento (Brasília / Museu da República):

28/AGOSTO (sexta-feira)

* 15h às 17h - CONFERÊNCIA: “Construindo Utopias” - GAVIN HOOD (África do Sul e Grã Bretanha) e MIGUEL GULLANDER (Portugal). Mediador: Nelson Saute - Auditório A

* 17h- Grupo A Muringa (Brasília)

* 17h às 21h - Mostra de filmes Afro - Auditório A

­* 17h - Shaft - O filme. (Shaft, EUA, 1971, fic, 100 min., classificação indicativa: 18 anos). Dir.: Gordon Parks.

* 19h -  Faça a Coisa Certa  (Do the right thing, EUA, 1989, fic, 120 min., classificação indicativa: 18 anos) Dir.: Spike Lee

* 21h - Rockers It's Dangerous (Jamaica/EUA, 1977, fic, 99 min., classificação indicativa: 18 anos) Dir.: Theodoros Bafaloukos

* 18h30 - Roda de Capoeira com o grupo Gingado de Capoeira do Mestre Pablo (Brasília)

* 19h30 - Projeção de “A Liga da Língua”, “Haiti” e “A força de Olhar o Amanhã” na parede externa do museu. Curador: Ciro Marcondes (IESB - UNICESP)

29/AGOSTO (sábado)

* 16h30  - Grupo Gingado de Capoeira Ladainha com o mestre Gilvan (Brasília)

* 15h às 17h -  CONFERÊNCIA: “Cultura, Desenvolvimento e Globalização” – BREYTEN BREYTENBACH (África do Sul) e JOSÉ EDUARDO AGUALUSA (Angola). Mediador: Antonio Thomaz (Angola)  - Auditório A

* 17h às 21h - Mostra de filmes - Auditório A

* 17h - Finyé - O Vento (Finyé, França/Mali 1982, 105 min) Dir.: Souleymane Cissé

* 19h - Tilaï (França, 1990, 81 min) Dir.: Idrissa Quedraogo

* 21h - Heremakono - Esperando a felicidade (Haremakono, en attendent le bonheur, França/Mauritânia, 2002, 95 min.) Dir.: Abdeharrmane Sissako

* 17h30 -  Don Funk (Brasília)

* 18h - Apresentação artística de Nãnan e Diogo Cerrado (Brasília)

* 20h -  Projeção de Filme Outdoor Jean Rouch, “Eu, um Negro” (Projeto Mostra Jean Rouch).

30/AGOSTO (domingo)

* 14h - Oficina de Penteados Afro com a professora Akini (Brasília)

* 14h às 16h  - Transmissão ao vivo da conferência do Rio - “A Africa na Construção do Mundo. O Futuro”, GILBERTO GIL (Brasil), GRAÇA MACHEL  (Moçambique) e DAMBISA MOYO (Zâmbia). Mediador: Alberto da Costa e Silva – Auditório A

* 16h - Apresentação do coral-afro Concerto Cultural Brasileiro (Brasília)

* 17h às 21h - Mostra de filmes - Auditório A

* 17h - Carolina (Brasil, 2003, doc, 14 min., classificação indicativa: 12 anos) Dir.: Jeferson D + Eu, um negro (Moi, un noir, França, 1958, doc, 72 min.) Dir.: Jean Rouch

* 19h: A Liga da Língua (Brasil, 2003, videoarte, 17 min.) Dir. Renato Barbieri e Fabiano Maciel + Haiti (EUA/Haiti, 1938, doc, 16 min., classificação indicativa: livre). Dir. Rudy Burckhardt + A Força de Olhar o Amanhã (La Force de Regarder Demain, França, 2006, doc, 52 min.) Dir. Euzah Palcy

* 17h30  - Apresentação Tambor de Crioula de São Benedito (Brasília)

* 21h - A negação do Brasil. (Brasil, 2000, doc, 91 min., classificação indicativa: 12 anos) Dir.: Joel Zito Araújo.

* 19h – Shows com Djalma Corrêa (Brasil), Ellen Oléria (Brasilia), Cidade Negra (Brasil) e Yossou N’Dour (Senegal) - Plataforma externa do Museu

2 comentários:

Lucas disse...

Qual é o valor do ingresso no dia 30 de agosto, que vai ter cidade negra?

narotadorock disse...

Lucas, o evento é gratuito!

Abração!

Cristiano Porfírio

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru