domingo, 22 de junho de 2008

Pelo Padre Marcelo, o download seria liberado.

Um padre poderia escrever esse post para nós, em latim “De downlodorum está permictido por todos que só baixam para usorum próprio”.

O Padre Marcelo, animador de programa oficial da igreja católica, em entrevista ao portal G1, lançando seu novo cd, defendeu o download para uso pessoal, agora, vender ou comprar produto pirata não, porque financia a bandidagem. Alguém da polícia federal está lendo isso aqui ou leu lá? Achei uma bela linha de raciocínio e concordo. E aí? O que vocês acham? Como provavelmente ninguém vá comentar. Ok! Até o próximo post.

O Padre deu uma bola dentro e repito, se alguém da lei escutasse e alguém daqui comentasse. Estaríamos no paraíso. huahauahuahua. Pelo menos obrigado por ler! Fico agradecido! =)

4 comentários:

Tiago disse...

Eu ainda não sei a qual ponto concordo com o download pela internet, seja de arquivo de músíca ou vídeo, mas uma coisa é certa, o problema da fomentação da bandidagem no Brasil, está preso com muito mais força em outros critérios que deveriam ser melhor controlados, ainda acho que esse dos downloads não é o problema direto da questão.

Cristiano Castor Troy disse...

Thiago, é isso aí, concordo contigo. Realmente o download ainda precisa de alguma regulamentação, mas a pirataria é infitamente pior!
Abração e obrigado por comentar.

HANNAH EM MUNDO ESTRANHO disse...

Crisssssss eu comento aqui sempre q posso ta!!!Para de chorar ai auhsuahsuahsuha

Eu concordo com os downloads,é uma especie de experimento,depois se vc gostar do q baixou vai la e compra o original!

ta é so isso msm,nao da pra falar mt coisa rsrsrsr
agora nao tenho mais tempo pra nada!

Daniel Farinha disse...

Quero que libere o sexo antes do casamento para uso pessoal. Bacanal eu entendo não poder, porque bacanal financia a bandidagem...

Perguntar ofende??? E comer criancinha, pode???

by TemplatesForYouTFY
SoSuechtig, Burajiru